terça-feira, 5 de março de 2013

Piauí: uma agradável surpresa



Rótulo da Cachaça "Lira"


A Lira e sua história
 
Em se tratando de cachaça, o que conhecia do Piauí era a “Mangueira” e a “Lira”. A primeira se encontra facilmente em qualquer supermercado de Teresina ou Parnaíba, a segunda não. Procurei muito a Lira só vindo encontrá-la para venda no centro de artesanato de Teresina. Bebi da Lira em uma praia chamada “praia grande”. Com um sol daqueles, eu e meu camarada Vítor Medeiros matamos quatro doses. E realmente é uma cachaça que merece atenção. Persistência de pequenas bolhas, tom amarelo tendendo a dourado âmbar e viscosidade de marcar o copo. No nariz a lembrança de amêndoa verde beliscada com a unha (ou madeira verde). O Rótulo só se refere a “Armazenada em tonéis de madeira”, mas ao que tudo indica é carvalho, ainda que possa ter outra madeira. Uma cachaça com acabamento requintado quando comparada às demais, principalmente quando comparamos com a famosa Mangueira. Realmente a Lira (a autêntica cachaça de Amarante ,como diz o rótulo) com sua história (desde 1889) se destaca como uma agradável surpresa das cachaças nordestinas que tive oportunidade de degustar (40° Gl). 

Rótulo da Lendária "Mangueira"

Cachaça Siri


    No Aeroporto de Teresina tive a oportunidade de conhecer a Sra Anísia, nome sugestivo no mundo da cachaça (não tinha como não lembrar do Sr.Anísio Santiago). Sua loja foi a maior referência de cachaças do Estado do Piauí (em diversidade de rótulos). Estado que como o Maranhão guarda mistérios arqueológicos, mitos e lendas  e que  também precisam ser lembrados  por sua importante história na Cachaça do nordeste. Recomendo aos amantes da cachaça uma visita à loja.


Cachaça Magnitude (honestíssima surpresa)

Cachaça Tapuia

Cachaça Concebida
Contra- Rótulo da Concebida
  Já no Rio pude apreciar a “Magnitude” (A mais pura do Piauí segundo o rótulo), esta cachaça já teve o nome de Magnífica, e atualmente atende por  “Magnitude”. A cachaça branca, muito característica, lembrando um pouco a Rainha-PB, mas muito mais suave.  O mesmo aconteceu com a ouro que também sugeriu o carvalho e se mostrou com bom acabamento.
  Confesso que não esperava encontrar cachaças tão interessantes no Piauí, mais um motivo para voltar à terra da Cajuína.
  Encantei-me com a magnitude, cachaça, e com a magnitude das cachaças do Piauí.

Encerro com este poema de Torquato Neto
Rótulo da Cachaça "Castelense"

Teresina:
Ausência
De uma presença...
Presença
Da mesma ausência...
Só memória na memória
Sempre viva
Só saudade... só distância...
Só vontade....
e um ardor medonho no peito.
 Rio, 23/08/1962



Thiago Pires

5 comentários:

  1. Este comentário é para cumprimentar vc pelas duas postagens sobre o Maranhão e Piauí. São registros importantes para quem vive aqui isolado dessas realidades regionais distantes. Como sempre vc nos traz, de forma franca e aberta, informações reais e abrangentes. Parabéns ... continue sempre assim! Fernando Porto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Fernando. Espero que volte outras vezes ao Blog. Sinta-se convidado a contribuir seja com informações sobre música (sei que é grande apreciador) bem como sobre cachaça, da qual é fino conhecedor.

      Excluir
  2. Muito prazeroso ler seus artigos. Consegui imaginar -me em visita ao Piauí e Maranhão, e quase senti o sabor das cachaças que provou. Parabéns !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por mais esta visita querido. Estou devendo aquela dose de "corisco" com você, não me esqueci não!
      Abraço forte como cachaça.

      Excluir
  3. Boa noite Thiago. Estava fazendo uma pesquisa no google e me deparei com seu blog. Sou o produtor produtor da cachaça LIRA, bebida que você menciona nesse blog. A Lira é envelhecida por um período de 2 anos em toneis de Castanheira, conhecida como o carvalho brasileiro.
    Fico contente que tenho gostado da nossa preciosa bebida, fazemos com muito carinho. Ainda hoje preservamos a casa centenária, deixada por meu tataravô. Qualquer dúvida ou curiosidade, nosso email é cachacalira@yahoo.com.br.
    abraço
    igor Lira

    ResponderExcluir